Notícias

0

Passe livre volta a ser discutido na Câmara Municipal de Campina Grande O passe livre voltou a ser discutido na tribuna da Câmara Municipal de Campina Grande na manhã desta quinta-feira (6). Entre os pontos abordados na ocasião, estava a não-potencialização do tratamento dispensado ao pleito dos oficiais de justiça de Campina Grande junto ao Poder Municipal de Campina Grande. O que, segundo o Sindicato dos Oficiais de Justiça do Estado da Paraíba (Sojep), se resume à indiferença demonstrada pelo prefeito Veneziano em não responder aos ofícios (21, 22, 27, 28 e 29) protocolados pelo sindicato ano passado. Até hoje os oficiais de justiça ainda estão sem resposta. Preocupado com o custo, o Sojep, através do ofício 31/2007, encaminhou à Comissão de Orçamento uma planilha para discussão do projeto, o qual também foi encaminhado ao prefeito. Os oficiais também solicitaram uma audiência com o prefeito e pedindo as respostas dos ofícios anteriores. Vale destacar que Campina Grande é o único município paraibano com permissão ou concessão de transporte coletivo que não admite, no plano executivo, a gratuidade deste serviço ao oficial de justiça para efetivo cumprimento dos mandados judiciais da assistência jurídica. Durante a explanação na tribuna, foram feitas duas indagações. A primeira em relação ao gasto com a Micarande (carnaval fora de época). Os oficiais não entendem o porquê da resistência ao passe livre, uma vez que representa um milésimo do custo da festa. O segundo questionamento foi em relação à concessão dos transportes coletivos de Campina Grande. Fontes não oficiais afirmam que a permissão dos transportes foi feita sem discussão.

Comentários ( 0 )

    Leave A Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *