Notícias

0

A realização, pelo Tribunal de Justiça da Paraíba, de eficazes exames de aferimento da Covid-19  dentre os Oficiais de Justiça em atividade, foi requerida pelo Sindojus-PB, através de seus diretores presidente e jurídico, Benedito Fonsêca e Alfredo Miranda.

O requerimento é fundamentado em orientação da Organização Mundial de Saúde, de realização em larga escala de exames – capaz de identificar os infectados e isolá-los para evitar a transmissão – e o próprio isolamento social.

A natureza externa da atividade exercida pela categoria, por si só, já ensejaria a realização desse exame, pois, inevitavelmente os Oficiais de Justiça têm no seu cotidiano, contato com as mais diversas pessoas, saudáveis ou doentes, nos mais variados ambientes, tais como hígidos e insalubres, aprazíveis e hostis, de nobreza e paupéries.

“Os Oficiais de Justiça estão, portanto, na linha de frente de contágio e de transmissão”, lembraram Benedito Fonsêca e Alfredo Miranda.

Ao final, ambos destacam a importância do aferimento do estado de saúde dos Oficiais de Justiça em razão do potencial risco de contrair e disseminar o novo coronavírus, quer seja para os seus familiares, quer seja para o jurisdicionado, quer seja para outros integrantes do Poder Judiciário.

Comentários ( 0 )

    Leave A Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *