outubro 2, 2020

0

O Sindojus-PB formará, num prazo de 48 horas a Comissão Eleitoral responsável pelo processo para escolha da nova diretoria que conduzirá os destinos da entidade no triênio 2021/2023.

Autorização nesse sentido foi dada ontem (quinta-feira) pelos 37 filiados que participaram de Assembleia Geral Ordinária, realizada pelo virtualmente pelo aplicativo Zoom. Na ocasião, o filiado Erivan Rodrigues da Silva se dispôs a integrar a referida Comissão.

A pauta constou ainda de informe sobre Resolução publicada ontem pelo TJPB, sobre realização de mutirões fiscais, tendo a AGE decidido, à unanimidade, apreciar a matéria posteriormente, em momento próprio.

Ao final, dentre outros assuntos de interesse da categoria, foi abordada a exclusão pelo Tribunal, dos Oficiais de Justiça, de “premiação” de produtividade, por alegada falta de base de cálculo capaz de auferir esse “bônus” para a categoria, deixando-o restrito ao pessoal dos cartórios.

O assunto dividiu opiniões, tendo ao final prevalecido, por maioria de votos, a sugestão de sobrestamento da discussão sobre o tema, para melhor aprofundamento da questão.