Notícias

0

O Sindojus-PB realizou na noite de ontem (quarta-feira), Assembleia Geral Extraordinária virtual através do aplicativo meet (para filiados) e do youtube (para não filiados), que contou com 104 participações.

Em sua abertura, o presidente Joselito Bandeira historiou de forma minuciosa todos os incessantes esforços que vêm sendo envidados pela nova diretoria nos mais variados campos, pautados no diálogo e argumentos técnicos, no sentido de que seja oportunizada à entidade a discussão sobre os anteprojetos pautados pelo TJPB para serem votados às 10h desta sexta-feira (22).

Nesse sentido, o Sindicato e a Afojebra ingressaram com pedido liminar junto ao CNJ de sobrestamento da deliberação das matérias.

“Também nos dispomos a pedir a suspensão, por 180 dias, do Cumpridec, período no qual esperamos encontrar soluções, através do diálogo,  junto ao presidente eleito do TJ, desembargador Saulo Benevides, ao qual sugerimos, inclusive, que peça vista das propostas, diante, também, da repercussão de ordem financeira e orçamentária que terá em sua gestão”, afirmou.

Ao final, ele fez um emocionado desabafo pelas incompreensões às quais têm sido vítima em alguns grupos de WhatsApp, lembrando que começou a ser cobrado assim que saiu o resultado da eleição para o Sindojus-PB. “Até o dia 31 dezembro, por óbvio, não podia sentar na cadeira de presidente, cargo que assumi em 4 de janeiro e onde me encontro há apenas 16 dias. “Me deixem trabalhar, ser produtivo, obter resultados”, pediu.

Um desses resultados, por exemplo, foi a sinalização positiva do novo diretor da Esma, desembargador Ricardo Vital, para viabilizar capacitação/qualificação para a categoria.

Ao final, participantes de várias regiões do estado tiveram várias perguntas respondidas, além dele, pelos diretores vice-presidente e jurídico, Noberto Carneiro e Alfredo Miranda, bem como restou deliberada a mobilização da categoria em torno da sessão administrativa do Pleno que ocorrerá nesta sexta-feira, a utilização da mídia para mostrar os nefastos efeitos dos anteprojetos e adoção de eventuais medidas judiciais contra as propostas, caso aprovadas.

Comentários ( 0 )

    Leave A Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *