Notícias

0

Sojep continua na luta por mudança no PCCR e contra irregularidades do TJ-PB Após o PCCR ser sancionado pelo governador do Estado da Paraíba, na última quarta-feira, 14, a impressão é que a luta dos servidores do Poder Judiciário chegou ao final. No entanto, a esperança pela justiça está mais forte que nunca. Por isso, os diretores do Sindicato dos Oficiais de Justiça do Estado da Paraíba (Sojep) se reuniram com a assessoria jurídica e prometem tomas as devidas providências nos próximos dias. Apesar de não querer fornecer maiores detalhes, o presidente Benedito Fonseca, adiantou que documentos foram recolhidos e o Superior Tribunal de Justiça (STF), em Brasília será consultado para analisar os “as ilegalidades” praticadas no judiciário paraibano, bem como os artigos inconstitucionais presentes no PCCR dos servidores. “Vamos levar o fato ao conhecimento da população e da própria justiça, pois um dos pontos do PCCR que deve indignar a todos porque é totalmente contrário às necessidades dos servidores e da população é de que o plano regulariza o ilegal, dado que os oficiais de justiça que ocupam cargos internos ( são concursados para trabalharem na rua) são confortavelmente acomodados ilegalmente nos gabinetes do TJ”, disse. Fonseca destacou a importância de analisar cuidadosamente cada item do plano, uma vez que segundo os servidores, “o PCCR vem para legalizar inconstitucionalidades e maquiar ainda mais, o que o TJ vem fazendo”. Por fim, o presidente diz que com exceção de alguns, a categoria continua unida e firme no propósito de reverter o plano e honrar a carreira do oficial de justiça da Paraíba, abolindo o desvio de função, tão cultivado pelo TJ-PB.

Comentários ( 0 )

    Leave A Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *