Notícias

0

 

A ampla maioria dos delegados que participam da XVI Plenária Nacional da Fenajufe aprovou, no dia 05, uma resolução do Plano de Lutas que orienta a deflagração da greve por tempo indeterminado em defesa da aprovação dos PLs 6613/09 e 6697/09.

Com poucos votos contrários e algumas abstenções, a resolução aprovada considera a greve já em andamento no Distrito Federal e na Bahia, além do indicativo já aprovado em Mato Grosso para o dia 7 de junho, e orienta que os demais sindicatos realizem assembleias e mobilizem as suas bases para que a greve se torne um movimento nacional e forte.

Conforme a resolução, os delegados também indicam a participação da categoria no ato nacional no próximo dia 16, em Brasília, convocado por centrais sindicais e entidades que fazem parte do fórum nacional dos servidores públicos. O ato será contra a retirada de direitos e o congelamento salarial.

“A greve do Judiciário Federal e MPU está deflagrada. Realização de assembleias nos estados para deflagrar imediatamente a greve onde não está decidida. Todos à greve e participação no ato dos SPFs no dia 16 de junho, em Brasília”, afirma o texto aprovado hoje.

De acordo com as várias intervenções feitas antes da votação deste ponto, somente uma greve forte e unificada será capaz de garantir a aprovação dos planos de cargos e salários.

Na avaliação dos delegados, todos os estados devem construir o movimento com a categoria para pressionar e cobrar que o presidente do STF, ministro Cezar Peluso; e o Procurador Geral da República, Roberto Gurgel, estabeleçam de fato uma negociação com o governo federal para fechar um acordo referente à proposta orçamentária e aprovar os projetos, que se encontram parados na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara.

Plano de lutas reforça luta pelos PCSs

O plano de lutas aprovado na plenária final deste domingo também reafirma a luta da categoria pela aprovação dos planos de cargos e salários, conforme a resolução aprovada na noite desta sábado [04]. Além disso, o documento, que norteará a atuação da Fenajufe e seus sindicatos de base nos próximos meses, prevê a “retomada, após a conquista dos PCSs, da discussão e elaboração, em nível nacional, de uma proposta de carreira para o Judiciário Federal e para o MPU”.

Os demais itens do plano de lutas, aprovados pelos delegados da XVI Plenária Nacional, serão publicados posteriormente pela Fenajufe.

Fonte: www.fenajufe.org.br