Notícias

0

Dentro da previsão administrativa do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) para melhoria de condições de trabalho para os oficiais de justiça, pleito consto nos processos administrativos nºs, 254.038-0, 291.029-2 e 298.673-8, o Juiz-Diretor do Fórum Afonso Campos, Dr. Antônio Reginaldo Nunes, promoveu, no recesso forense, a reforma da Sala destes servidores para cumprimento de atividades funcionais, entre as quais certificação de mandados, autos e laudos judiciais, bem como consulta de mapas dos logradouros em que estão domiciliadas as partes do processo.

Desta feita, a aludida autoridade judiciária avisa que a referida dependência laboral só ficará à disposição dos usuários no dia 09 de janeiro, a partir das 15h, quando ocorrerá solenidade em virtude de sua salutar reforma, convidando ao Sindicato dos Oficiais de Justiça da Paraíba (SINDOJUS-PB) e seus filiados para participarem do evento, no qual tomarão conhecimento do novo aparelhamento implantado neste local e da logística para o seu pronto funcionamento.

A dinâmica da gestão administrativa de Dr. Antônio Reginaldo Nunes à frente do Fórum Afonso Campos rendeu, entre outras mudanças estruturais fundamentais, a implantação do Sistema Organizacional Colmeia no setor cartorário; criação da Central de Distribuição dos feitos judiciais; reforma dos acessos, do Hall, da copa e da carceragem deste órgão judiciário; sistema de segurança interna (monitoramento eletrônico e instalação de guaritas nos andares do prédio); e acomodações para os jurisdicionados aguardarem o pregão das audiências.

Aguarda-se, neste compasso, a concretização de um ponto relevante pertinente à temática que envolve condições de trabalho dos oficiais de justiça, deliberado pelo presidente do TJPB em reunião com o SINDOJUS-PB em 2011 (do qual, certamente, teremos o apoio do Juiz-Diretor do Forum Afonso Campos), que é a implantação do pregão eletrônico nos foruns das comarcas-pólo, a exemplo de Campina Grande, Sousa, Guarabira e Patos, permitindo mais celeridade destes servidores no cumprimento e devolução dos atos de comunicação e de constrição legal aos cartórios, aprimorando, consequentemente, a prestação jurisdicional.

A Diretoria.