Notícias

5

Na tarde da última quinta-feira (19), o SINDOJUS-PB, representado por seu Presidente, Antônio Carlos Santiago Morais, pelo Diretor de Mobilização e Imprensa, Clévenis Maranhão Sarmento, acompanhados ainda dos filiados Crisóstomo Matias Queiroz e Gilvan Rangel Dias, ambos da comarca de Campina Grande e do Presidente da Associação dos Oficiais de Justiça Federais – ASSOJAFE-PB, participaram de reunião com o Procurador Geral do Estado da Paraíba, Gilberto Carneiro.

Na oportunidade foram tratados assuntos de interesse dos oficiais de justiça que atingem a categoria em todas as esferas do Poder Judiciário e que precisam ser construídas de forma conjunta por todas as entidades interessadas.

A intenção foi demonstrar ao representante do Estado da Paraíba as atuais condições de trabalho dessa categoria, imprescindível ao funcionamento do Judiciário, quanto ao custeio do trabalho pelo próprio oficial de justiça, uma vez que os valores percebidos a título de ressarcimento com despesas de transporte não correspondem nem de longe à realidade dos gastos despendidos na realização das diligências.

O que temos na realidade atual é facilmente percebido se comparado com outras categorias cujas funções tem como condição de realização a necessidade de transporte. É o caso da polícia e do fisco. Não se concebe que delegados, agentes de investigação, policiais militares ou auditores fiscais coloquem à disposição do Estado seus veículos particulares para investigar crimes, prender bandidos ou cobrar impostos. É um contrassenso inadmissível! Um verdadeiro absurdo!

Mas esse absurdo e inadmissível contrassenso é exatamente a realidade que faz parte do cotidiano do oficial de justiça, que se vê obrigado a colocar o seu veículo particular para cumprimento das missões oficiais, assumindo todos os riscos e prejuízos consequentes de tal procedimento.

A busca de uma solução para esta realidade com a participação de todos os envolvidos é urgente!

Foram ainda alinhavadas na reunião, as condições para renovação do convênio com a Fazenda Estadual, cujo vencimento se aproxima.

O SINDOJUS-PB se mantém incansável na defesa dos interesses dos oficiais de justiça, buscando sempre a melhoria nas condições de trabalho, condições salariais e qualidade do serviço prestado à sociedade.

Comentários ( 5 )

  • Diretoria de Imprensa
    katiene Souza says:

    Eu nunca entendi isso. Nós somos a única categoria que colocamos nossos meios de transporte particular à disposição do Estado, gratuitamente.

  • Diretoria de Imprensa
    WALDERY says:

    O Estado nunca facilitou com a nossa categoria, NUNCA tivemos melhorias nas questões elencadas na matéria. Eu sou contra o convênio.

  • Diretoria de Imprensa
    Nixoraya says:

    É inadmissível pagarmos pelo cumprimento dos mandados da Justiça gratuita, que em comarcas como a minha são 99% dos processos, e, como não existe transporte coletivo, tenho que cumprir tudo no meu carro, inclusive nos sítios, fato que está causando uma despesa enorme, pois chego a gastar, fora o combustível, no mínimo R$300,00 por mês em manutenção do veículo. Isso precisa mudar, afinal…..nenhum técnico ou analista compra o papel para exercer sua função. Vamos nos unir e lutar por isso, é um problema que atinge a todos.

  • Diretoria de Imprensa
    Rene - Campina grande says:

    Vamos nos unir, afim de conseguirmos a isenção de ICMs para carro, para amenizar a situação, quanto ao desgaste de nossos veiculos.converse, mande sua opinião ela é muito impórtante.

  • Diretoria de Imprensa
    Clodoaldo Oliveira - Campina Grande says:

    Waldery, ser contra ou a favor é fácil, dificil é apresentar soluções e se expor, como os colegas aqui de Campina Grande, que sempre arcam com as consequencias. Valeu Cris e Gilvan Rangel. Não é preciso fazer parte da Diretoria do Sindicato para fazer a difiença. Sem recentimentos Waldery e respeito a sua opinião.

Leave A Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *