Notícias

1

O reconhecimento à atuação séria e destemida do Sindojus em prol da categoria pode ser dimensionado pelo constante e crescente número de filiações. A mais recente delas foi do ex-presidente da Aojep, Jair Pereira Guimarães, que esteve à frente da entidade por 11 anos e da qual é um dos fundadores, responsável inclusive pela aquisição de sede própria com contribuições dos associados.

“Ao assinar essa ficha de filiação, presto uma homenagem ao Sindicato e ao seu histórico de luta”, afirmou. Aos 68 anos de idade,  com 46 deles dedicados à profissão, ele defendeu a concientização da classe, no sentido da união em torno de apenas uma entidade representativa, pois juntos, todos se fortalecem na defesa de seus interesses e busca de novas conquistas.

Começaria de novo

A dois anos de ser atingido pela aposentadoria compulsória, Jair afirmou que, se pudesse, permaneceria atuando até o fim de seus dias, pela dedicação à profissão que abraçou e a qual dedicou quase 50 anos de vida. E sem titubear, garante que mesmo com todas as dificuldades, começaria tudo de novo.

“Hoje está hoje bom. Quando eu comecei, para se ter uma ideia de como era difícil, a Comarca de João Pessoa fazia divisa com o estado de Pernambuco e existiam apenas cinco cartórios dentro do próprio TJ”, destacou, ao comparar com as atuais condições de trabalho e organização dos Oficiais de Justiça.

Decorridas quase cinco décadas, ele se orgulha não ter feito nenhum inimigo ao longo desse período e se emociona ao lembrar do cumprimento do primeiro mandado, de intimação de uma humilde lavadeira de roupas no bairro de Mandacaru, para pagar o aluguel atrasado de um quartinho de taipa com chão batido. “Sensibilizado com aquela condição, paguei sua dívida”, recorda, para ao final, concluir: “”Quando entro em uma luta pensando na categoria, é pra ganhar”.

Comentários ( 1 )

Leave A Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *