Notícias

0

Durante reunião ocorrida nesta segunda-feira entre integrantes do TJ, Sindojus e outras entidades representativas dos servidores, foram finalmente definidos os critérios para efeito de progressão funcional. São eles: assiduidade, pontualidade, eficiência (cumprimento das normas procedimentais gerais e particulares das unidades judiciais e administrativas, atendimento, audiências e outros índices que serão estabelecidos pela unidade, a ser homologado por um comitê central instituído pelo TJ com a participação das entidades).

Também serão avaliados critérios de urbanidade, iniciativa, presteza e trabalho em equipe, que serão avaliados pelo chefe imediato. A ausência dessa avaliação, porém, não impedirá a movimentação do servidor. Já os cursos a serem oferecidos serão discutidos em nova reunião, a ser realizada às 14h00 da próxima quinta-feira 18. Para aqueles servidores que já têm os adquiridos os direitos à progressão e promoção, o pagamento retroativo ocorrerá quando do início da vigência da resolução. Por fim, a produtividade, como posta inicialmente pelo TJ, será suprimida.

Comentários ( 0 )

    Leave A Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *