Notícias

0

Os aproximadamente 200 Oficiais de Justiça, Técnicos, Auxiliares e Analistas Judiciários presentes ao auditório do Fórum Cível da Capital, decidiram, durante Assembleia conjunta realizada pelo Sindojus e Astaj, aprovar moção de repúdio ao juiz Aluízio Bezerra Filho, que postou em rede social às 7h33 da última quinta-feira, foto de estacionamento do referido prédio vazio de veículos dos serventuários, relacionando o fato a impontualidade pelo não funcionamento do ponto eletrônico.

Na ocasião, os participantes, representantes de 25 comarcas do estado, também aprovaram moção de desagravo aos integrantes do Cartório da 1ª Vara da Comarca de Campina Grande, pela sindicância instaurada pela Corregedoria a pedido do então presidente em exercício Romero Marcelo, para apurar divulgação por redes sociais e veículos de comunicação da falta de papel ofício naquele setor, evidenciada através de aviso no local.

Todos foram unânimes em destacar o sentido pedagógico das manifestações, lembrando ser a falta de material de expediente fato rotineiro em várias comarcas da Paraíba. No caso de Campina Grande, o pedido de sindicância foi interpretado como um ato de perseguição e intimidação, o que não será, sob hipótese nenhuma, admitido pela categoria.

Ao se revezarem no microfone, alguns servidores destacaram a importância de reagir sempre e à altura a essas formas de tratamento, que se assemelham a uma “escravidão branca”, agravadas pelos salários achatados, precárias condições e carga excessiva de trabalho impostas.