Notícias

0

Os vencedores nas eleições para a escolha da nova diretoria da Federação Nacional dos Oficiais de Justiça do Brasil (Fenojus-BR) tomaram posse dos respectivos cargos no dia 8 de junho, em solenidade realizada no Hotel Nacional, na Capital Federal. A Paraíba foi destaque ao conquistar três vagas na linha do comando nacional.

Após eleita, a comissão eleitoral deu posse aos novos diretores da Fenojus-BR na presença de representantes de vários Estados brasileiros que foram prestigiar o evento.

Com as eleições a composição da nova diretoria ficou assim definida:

Presidente da Entidade – Edvaldo dos Santos Lima Junior (Pará);

Presidente do Conselho de Representantes – Marieda José Mancilha Rodrigues (Amazonas);

Diretor de Assuntos Legislativos – Antônio Carlos Santiago Moraes (Paraíba);

Diretor de Desenvolvimento Social – Marcos Antônio Soares de Albuquerque (Pernambuco);

Diretor de Formação Sindical – Cícero Pereira dos Santos Filho (Alagoas);

Diretor de Finanças – José Francisco Campos (Rio Grande do Norte);

Diretor de Comunicação – Itailson Farias da Paixão (Bahia);

 

Já para o Conselho Fiscal foram eleitos os seguintes membros:

Carlos Augusto Carin Parente (Amazonas);

Joselito Bandeira Vicente (Paraíba);

José Aguinaldo Acioli Araújo (Alagoas);
 

Suplentes do Conselho Fiscal: 

Ronaldo Luiz Tavares Pampolha (Pará);

Ozenar Silva Santos (Bahia);

e Manoel Catuyte da Silva Wanderlei (Paraíba).
 

Os eleitos foram empossados nos seus respectivos cargos logo após realização do juramento. Durante discurso, o novo presidente deixou claro que na sua gestão estará de portas abertas para todas as entidades representativas de Oficiais de Justiça do Brasil, que tentará trabalhar em harmonia com todas as Federações representativas da categoria e que os trabalhos serão realizados de forma despolitizada junto ao Poder Judiciário.

Segundo Lima, não existe dúvida de que o Judiciário desconhece a função do Oficial de Justiça, “devemos ser reconhecidos primeiramente no nosso Poder. Depois partiremos para os demais”.

O presidente eleito elogiou os trabalhos desenvolvidos pela equipe de transição, bem como a comissão eleitoral que trabalhou de forma autônoma. Na oportunidade, ainda agradeceu a confiança recebida.