Notícias

1

Os representantes do Sindicato dos Oficiais de Justiça da Paraíba (Sindojus-PB) e da Associação dos Técnicos, Auxiliares e Analistas Judiciários do Estado da Paraíba (ASTAJ-PB), Benedito Fonseca e Camilo Amaral, estiveram na manhã desta segunda-feira (26) nas dependências do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), buscando definir a data de uma audiência com a presidência do órgão para desbravamento da pauta de reivindicações das categorias.

A paralisação realizada pelos servidores nos dias 20,21 e 22 de outubro parou todos os serviços da Justiça paraibana e foi encerrada com a realização de um abraço simbólico ao prédio do Tribunal de Justiça da Paraíba, apitaço e uso de nariz de palhaço em João Pessoa.

As entidades buscam que essa reunião entre as categorias e a presidência do TJPB seja realizada o quanto antes e se possível até o dia 28 deste mês, quando será realizada uma nova assembleia para definir se haverá greve geral e por tempo indeterminado dos servidores do Judiciário.

De acordo com Benedito Fonseca, presidente do Sindojus-PB, o mesmo ofício encaminhado ao Tribunal de Justiça comunicando a paralisação antevia o pedido de audiência, mas, até agora a solicitação não foi atendida. “Eu e Camilo resolvemos buscar uma resposta sobre a audiência solicitada antes mesmo da paralisação, viemos saber se aconteceu ao menos o despacho do ofício entregue ao Tribunal, porém, até agora não há definição para que a presidência nos receba. A categoria é soberana nos seus encaminhamentos, portanto, pode haver a deflagração de uma greve, entretanto, o que interessa é termos nossos pleitos atendidos. Contudo, a palavra mais uma vez está com a presidência na construção de uma saída viável e visível da pauta reivindicada”, disse Benedito.

Para Benedito Fonseca, “a pauta salarial dos servidores apresentada ao presidente do Tribunal de Justiça desde o início do ano não está sendo respeitada. Os servidores do quadro lutam, dentre outros vários pontos, pela adoção de percentual da database que reflita as perdas decorrentes da inflação e também pela incorporação dos auxílios aos vencimentos e a abertura dos editais de remoção”, diz.

Comentários ( 1 )

  • Equipe Sindojus
    francisca joserene filgueiras da costa says:

    Espero e confio, que nos todos juntos tenhamos o êxito que almejamos alcançar pois é triste saber que o nosso PRESIDENTE , não reconhece o nosso trabalho, falo por mim, trabalho em um fórum onde as condições física é de risco de vida, um fórum com teto comprometido ,com carência de funcionários onde tudo é precariamente precário, Justiça seja feita aqui nós” si vira nos trinta.”……

The comments are now closed.