Notícias

0

O Sindicato dos Oficiais de Justiça da Paraíba (Sindojus-PB) vem através da presente NOTA,  considerando a distensão midiática entre as matérias veiculadas nos portais da ASTAJ e do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), inclusive com a errata constante a essa entidade, informar o seguinte:

Temos a dizer que a ASTAJ exerceu no estrito direito que lhe é particular e dentro dos princípios norteadores que envolvem a luta classista no desejo de melhores dias, o consagrado direito da liberdade de expressão. Frise-se que isso fora dito na própria reunião do dia 11 de fevereiro com a presidência do Tribunal ao defendemos com ênfase a liberdade de expressão. Se foi feito algum juízo de valor, este foi motivado pela manifestação dos representantes do TJPB no dia da reunião, até porque, como bem aponta a própria reportagem do Tribunal de Justiça no seu parágrafo terceiro, demonstrando claramente, uma dubiedade entre pagar e não pagar, ou seja, realmente foi plantado um jogo de expectativas/possibilidades que gerou um cenário de dúvidas e incertezas.

O Sindojus preferiu exercer a nossa “fidalguia” no trabalho de avaliação com nossas assessorias econômicas, midiáticas e jurídicas para providenciarmos as medidas que o caso requer, já que, somos uma entidade representativa e defendemos os interesses e direitos dos Oficiais de Justiça o que o fazemos e continuaremos sempre vigilantes.

Portanto, vimos através da presente, reafirmar que a ASTAJ goza de legitimidade em defender nas suas postagens, suas leituras do contexto e, portanto, emitir juízo de valor que lhe é peculiar, no autêntico trato da defesa intransigente da categoria que representa. Evidente que em alguns pontos de vista, não poderá ser nossa maneira de pensar, mas, a ASTAJ tem o direito consagrado de expor suas informações e suas opiniões quando entender no disputado jogo das comunicações midiáticas.

Por derradeiro, conta a ASTAJ com nosso apoio, no exercício de múnus classista, na medida em que pode exercer livremente a sua liberdade de expressão.

DIRETORIA DO SINDOJUS-PB.