Notícias

0

O Sindicato dos Oficiais de Justiça da Paraíba requereu administrativamente ao desembargador-presidente do TJ-PB, Joás de Britto Filho, o cumprimento da Resolução n. 153/2012 do Conselho Nacional de Justiça, que prevê o pagamento antecipado das diligências efetuadas, expresso em Pedido de Providências, Procedimento de Controle Administrativo, Provimento da Corregedoria e previsto ainda na Resolução nº. 36/2013 do próprio Tribunal de Justiça.

“Ansiamos pelo cumprimento da decisão, por não ser justo penalizar os Oficiais de Justiça com os injustos, ilegais e espoliativos custos das diligências, cuja obrigação pertence ao Tribunal de Justiça”, justificam os diretores presidente e jurídico do Sindojus-PB, Benedito Venâncio e Alfredo Miranda, subscritores do pedido.

Ao final do ofício, a entidade renova o compromisso de buscar cada vez mais otimizar a prestação jurisdicional, tornando-a mais eficiente e qualitativa.