Notícias

0

A última reunião ordinária da Diretoria do triênio 2015-2017 do Sindicato dos Oficiais de Justiça do Estado da Paraíba (SINDOJUS-PB) foi realizada na cidade de Sousa-PB, com a presença dos atuais Diretores e dos eleitos para o triênio 2018-2020. Participaram também os delegados das Comarcas de Sousa, Cajazeiras e Pombal, além dos Oficiais de Justiça da Comarca de Sousa.

Foram abordados diversos assuntos com informes sobre as eleições, lei orgânica dos oficiais de Justiça, sistema de controle das diligências, central-Web, avaliações das medidas judiciais sobre o plantão judiciário, Resolução nº  153/2012 do CNJ, entre tantas melhorias das condições de trabalho que desfigura e contribui para o subaproveitamento da categoria.

A reunião marcou a despedida do Diretor de Mobilização e Imprensa Sindical Francisco Noberto Gomes Carneiro. Lotado na Comarca de Sousa, Noberto Carneiro recebeu uma singela homenagem dos colegas da própria Comarca, sendo acompanhada pela Diretoria Executiva, em forma de reconhecimento por sua demonstração de altivez, honradez e capacidade na defesa intransigente dos assuntos da categoria.

Pontos abordados na reunião:

a) A indicação pelo Diretor Presidente Benedito Fonseca do Oficial de Justiça Francisco Noberto Gomes Carneiro para como primeiro Diretor da recém criada Escola Superior dos Oficiais de Justiça da PB, que encontra-se em fase de instalação. Dá prosseguimento as ações da escola. A aprovação foi de forma unânime;

b) O lançamento do I Encontro de Oficiais de Justiça no Sertão Paraibano, projeto apresentado pelo Secretário Geral Joselito Bandeira que já conta com dada certa do dia 24 e 25 de março de 2017, na cidade de Sousa-PB, o anteprojeto recebeu algumas emendas e agora segue para a finalização com a próxima Diretoria, em reunião já agendada para o dia 12.01.2018; e

c) As diretrizes e ações do Sindicato sobre a data-base e as incorporações dos auxílios. Foi deliberado pelos presentes a sugestão do Diretor-Presidente Benedito Fonseca que é a realização de uma assembleia, assim que o quadro orçamentário ficar mais definido, pois, no atual que já foi estudado pelo SINDOJUSPB, há um aprofundamento sobre a contingência do duodécimo e em que termos percentuais poderemos destacar entre a data base e as incorporações. Também foi aprovado o apoio à decisão do TJ em que pese buscar orçamento que contemple as justas demandas do Poder Judiciário paraibano e que a razoabilidade atinja as tomadas de decisões, deixando claro que se não houver uma solução mediada entre o quadro de reivindicações é premente ações fortes que neste caso precisaremos de todo o Oficialato. Quanto ao aspecto da data-base será precedida de ações para coibir eventual mora.

A Diretoria.

Comentários ( 0 )

    Leave A Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *