Notícias

0

Audiencia Pres SenadoOs diretores presidente, vice-presidente e jurídico do Sindojus-PB, Benedito Fonsêca, Joselito Bandeira e Alfredo Miranda, participaram ontem, junto a outros  representantes da Fojebra e de Sindojus de vários estados, de audiência com o presidente do Senado, Eunício Oliveira, intermediada pelo senador paraibano Cássio Cunha Lima.

Ao final do encontro, inédito para a categoria, Eunício se comprometeu a incluir na pauta de votação e defender sua aprovação, o Projeto de Lei 302007 que tramita na Casa e regulamenta o direito ao porte de arma da categoria dos Oficiais de Justiça.

A discussão sobre o tema foi ampliada em nível nacional, por ocasião da Assembleia Geral Ordinária da Fojebra, que acontece na Capital Federal, desde a última segunda até esta quinta-feira.

Em nível estadual

Um conjunto de medidas que possa melhorar a segurança dos Oficiais de Justiça da Paraíba, reduzindo os riscos inerentes ao exercício da profissão é alvo de estudo por integrantes da categoria de várias Comarcas do estado, a exemplo de Gladys Sandra, Julio Cesar e Luiz Carlos (João Pessoa), Marlos Barreto (Sapé) Valdez (Mamanguape).

A Comissão, coordenada e idealizada pelo vice-presidente do Sindojus-PB, Joselito Bandeira (Santa Rita), já decidiu no primeiro encontro, oficiar às Polícias Civil, Militar e Federal, com vistas a aprofundar a discussão nesse sentido.

“Nossa entidade também buscará habilitar os colegas para que utilizem a ferramenta desenvolvida pela PMPB, denominada “botão do pânico” e realizará cursos e palestras para melhor capacitar a categoria”, afirmou.

Ele atribuiu a criação da Comissão, dentre outros motivos, aos constantes casos de violência contra a categoria e a necessidade de medidas de segurança que passam por mudanças de postura que precisam ser avaliadas e discutidas com a categoria.

Encontro estadual discutirá tema

Nesse sentido, ele confirmou a participação de dois Oficiais de PMPB no Encontro  Estadual de Oficiais de Justiça, que acontecerá nos próximos dias 4 e 5 de maio na cidade de Sousa, ocasião em que abordarão temas relacionados à segurança, gerenciamento de crise e situações de risco.
Joselito destacou que a preocupação com a segurança é uma constante do Sindojus-PB, que já protocolou processos junto ao TJ-PB objetivando medidas que resguardem a integridade e a segurança dos seus filiados, projetos esses que serviram de referência nacional para outros Sindojus de diversos estados, num reconhecimento à postura combativa e diligente na defesa do Oficialato.

“Fico muito agradecido ao senador Cássio e aos parlamentares paraibanos, bem como ao presidente do Senado que nos recebeu e manifestou apoio ao pleito da categoria pelo apoio dado ao Sindojus-PB e à Fojebra, solidários às lutas dos Oficiais de Justiça”, arrematou.