Notícias

0

Uma das desculpas alegadas pelo TJ-PB para não conceder a data-base dos servidores em 2018 e 2019 foi que o repasse dos recursos pelo Executivo manteve-se o mesmo do ano anterior, ou seja, R$ 619.427.000,00, orçamento este elevado mensalmente em maio passado em R$ 51.619 milhões, o que representa 2,74% até o próximo mês de dezembro.

“Considerando que esse incremento de R$ 17 milhões ainda seja insuficiente para repor as perdas dos exercícios mencionados, sem dúvida será um avanço que poderá começar ainda neste exercício e consolidar-se em 2020”, argumentou o presidente do Sindojus-PB, Benedito Fonsêca, em expediente encaminhado ao desembargador-presidente Márcio Murilo da Cunha Ramos.

Diante do prazo (6/9) que o Tribunal tem para encaminhar sua proposta orçamentária para 2020, o Sindicato indagou de forma objetiva se com esses R$ 17 milhões ele pretende repor as perdas ainda este ano e se com os recursos adicionais de quase  R$ 51 milhões em 2020, aplicará os 8% sobre os vencimentos de 2019 dos servidores.

Comentários ( 0 )

    Leave A Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *