Notícias

0

Atendendo a convite do presidente do Sindojus-PB, Joselito Bandeira, o deputado estadual Raniery Paulino esteve no final da tarde desta quinta-feira (4) na sede da entidade, onde foi-lhe exposto todo o histórico do Projeto de Lei que cria o Fundo de Custeio de Diligência, criado, em tese, para atender à Resolução 153 do CNJ, mas que tornou-se extremamente danoso aos Oficiais de Justiça.

“Ele entendeu, comprometeu-se a defender a categoria como tem feito ao longo dos mandatos, reafirmou que está ao lado do Sindojus-PB, colocou seu gabinete à disposição e ficou de reforçar o pedido junto aos outros deputados com quem o Sindicato já tratou, bem como aos demais, no sentido de tentar barrar prejuízos para categoria”, afirmou Joselito.

Após cumprimentar Joselito pela nova gestão à frente do Sindojus-PB, Raniery Paulino renovou a disposição em apoiar tão importante categoria profissional, sobretudo no tocante ao referido PL, que impacta na condição de trabalho dos Oficiais de Justiça e que, portanto, merece melhor discussão, antes de tramitar na Comissão de Constituição e Justiça, Comissão de Orçamento e Comissão de Serviço Público.

“Já pedi adiamento da matéria para que as novas gestões do Sindojus-PB e TJPB possam construir um entendimento que vise sobretudo valorizar os Oficiais de Justiça, que garanta aos jurisdicionados maior acesso à justiça”, declarou Raniery Paulino.

Por fim, Joselito Bandeira agradeceu ao parlamentar por atender um pedido para que seja realizada uma sessão especial pela ALPB em homenagem ao Dia Nacional do Oficial de Justiça, que transcorre em 25 de março. “Continuamos em contato com todos os deputados, independente de sigla partidária, mostrando-lhes danos irreparáveis que podem ser causados aos Oficiais de Justiça, caso o citado PL seja aprovado nos atuais termos”, concluiu.

Comentários ( 0 )

    Leave A Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *