fevereiro 13, 2021

0

A diretoria do Sindojus-PB chegou a esta sexta-feira (12) como iniciou a semana, segunda-feira: buscando o apoio suprapartidário dos deputados que compõem a Assembleia Legislativa, no sentido de mostrar-lhes o quanto são indispensáveis ajustes ao Projeto de Lei que cria o Fundo Especial de Custeio das Despesas com diligências dos Oficiais de Justiça.

Hoje foi a vez de o deputado Taciano Diniz (Avante-PB), membro titular da Comissão de Controle da Execução Orçamentária e da Comissão de Constituição da ALPB mostrar-se sensibilizado com os argumentos apresentados, na sede do Sindicato, pelos diretores-presidente e secretário Joselito Bandeira e Edvan Gomes

O parlamentar considerou o encontro extremamente proveitoso e mostrou-se confiante na força do diálogo, comprometendo-se a buscar, de forma respeitosa e harmônica, um consenso interpoderes, essencial à valorização profissional dos Oficiais de Justiça e consequente elevação da qualidade dos serviços prestados aos jurisdicionados.

“Nossa preocupação não é apenas o Oficial de Justiça, a visão dessa atual gestão se baseia num tripé: tem que ser bom para ele, para o Tribunal de Justiça e para a sociedade paraibana. Mostramos aspectos que são nocivos a essas três partes, pois fere gravemente o OJ, o TJ e principalmente a sociedade paraibana, que poderá sofrer um congestionamento absurdo de processos, em razão desse PL, caso venha a ser posto em prática como lei”, afirmou, por sua vez, Joselito Bandeira.

Ele destacou que a diretoria tem buscado, por todas as vias, contato com o Poder Legislativo e diálogo com o TJPB, numa relação extremamente respeitosa, com vistas a um consenso.

“Esta é a nossa missão enquanto gestores do Sindojus-PB”, concluiu. O encontro contou ainda com a participação do membro do Conselho Fiscal Erivan (Lagoa) Rodrigues.