Notícias

0

A recomposição de vencimentos dos servidores do Tribunal de Justiça da Paraíba foi requerida administrativamente e em caráter de urgência pelo Sindicato dos Oficiais de Justiça da Paraíba ao desembargador-presidente Saulo Benevides, no sentido de os recursos necessários (com base na inflação acumulada deste ano) serem incluídos em 2022, junto ao correspondente aos anteriores de não implementação da Lei Estadual n. 9.788/2012 (data-base).

O requerimento é subscrito pelos diretores presidente, vice-presidente e jurídico do Sindojus-PB, Joselito Bandeira, Noberto Carneiro e Alfredo Miranda, que, de forma uníssona, disseram acreditar na sensibilidade do presidente do TJPB quanto ao atendimento da demanda.

Os três lembraram que já no discurso de posse, o desembargador Saulo Benevides manifestou o propósito de fazer a diferença em sua gestão, através da valorização dos servidores, ao afirmar não querer prejuízo para qualquer categoria que integre o Judiciário, já que estão todos no mesmo barco.

Em outra ocasião, durante live comemorativa ao Dia do Oficial de Justiça, ele destacou que o Judiciário brasileiro deve sempre referenciar a categoria, que junto aos juízes de 1º grau, está na linha de frente dos trabalhos e sem ela, não funcionaria.

“Literalmente, os Oficiais de Justiça continuam nessa linha de frente, mesmo durante a pandemia da Covid-19, para efetivar a prestação jurisdicional e temos a confiança que o reconhecimento ao esforço e dedicação de todos começará a ser resgatado a partir dessa reposição de perdas salariais acumuladas ao longo dos últimos, agravadas, por exemplo, pelos sucessivos aumentos nos insumos dos seus próprios veículos, postos à disposição do Estado”, concluíram.

Comentários ( 0 )

    Leave A Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *